• Hospital Municipal
  • Serviços de Emergência
  • Serviços de Diagnósticos
  • Programas
  • Saúde Mental
  • Atenção Básica
  • Ensino e Pesquisa
  • Informativo FSNH
  • Expresso E-mail
  • Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo
  • Exames laboratoriais
  • Link para Portal da Transparência de Novo Hamburgo
  • licitacon
  • ouvidoria
  • Números FSNH

Criatividade e parceria: Maternidade do Hospital Municipal é oficialmente entregue após reforma

FSNH

22/08/2019 16:22

Prefeita Fátima Daudt destaca parceria com iniciativa privada na busca para soluções para a comunidade

Um ambiente hospitalar exige silêncio. E foi assim, silenciosamente, que a Maternidade do Hospital Municipal de Novo Hamburgo, se transformou: paredes foram derrubadas e as instalações ganharam mais conforto e acolhimento, com novas cores e equipamentos, aumentando a sensação de bem-estar das pacientes. Foram mais de 12 meses de obras, em um investimento de R$ 500 mil, valor aplicado pela MRV Engenharia no projeto de readequação arquitetônica da Maternidade que foi oficialmente inaugurado nesta quinta-feira, dia 22, pela prefeita Fátima Daudt. Nesse período de obras, os serviços funcionaram normalmente, sem interrupção. Após uma breve cerimônia de apresentação, a prefeita e sua equipe guiaram a imprensa e convidados pelas dependências da casa de saúde para apresentar a reforma feita na Maternidade e também as dependências do Laboratório Municipal e da Casa da Gestante.

Fátima Daudt destacou a importância da parceria com a iniciativa privada e da criatividade em tempos de crise e de limitação de recursos. “As contrapartidas devem funcionar em favor da população, e é isso que estamos vendo aqui, um excelente resultado para nossa cidade numa época em que apesar de todas as dificuldades, estamos mantendo nossos serviços de saúde. Não estamos inaugurando paredes, estamos entregando serviços”, reiterou a prefeita. O vice-prefeito, dr. Antônio Fagan, agradeceu o envolvimento de todas as pessoas que tornaram as reformas possíveis, empregando seu conhecimento e tempo em prol de uma proposta tão grandiosa.

Para o secretário municipal de Saúde, Naasom Luciano, a reestruturação da Maternidade é a combinação exata do que a paciente e as equipes de profissionais da saúde almejam: segurança e qualidade, somados ao atendimento ágil e humanizado, com toda retaguarda de serviços que o hospital tem a oferecer. "Temos muito orgulho em fazer mais esta entrega na área da saúde à comunidade. Enquanto muitos hospitais reduzem serviços e não conseguem pagar em dia os salários dos colaboradores, nós estamos investindo, ampliando e melhorando o atendimento e honrando a remuneração mês a mês de cada funcionário", destacou o secretário, ao ressaltar que a entrega da Maternidade é o investimento no amor.



300 gestantes a cada mês

Em reforma desde junho de 2018, o cronograma de obras obedeceu etapas – até por que a hotelaria não poderia ser desativada já que o Hospital precisava continuar recebendo as cerca de 300 gestantes por mês com a mesma qualidade dos serviços. A solução foi ir reformando um espaço de cada vez e, na medida em que as acomodações ficavam prontas, foram sendo liberadas para uso. A reforma se concentrou na parte estética do ambiente, não alterando a capacidade de leitos, que permanece em 16 dedicados exclusivamente ao atendimento de gestantes e seus bebês.

 “Ampliamos os ambientes, deixando os quartos mais espaçosos, todos com ar-condicionado e banheiros adaptados”, afirma o diretor-presidente da FSNH, Rafaga Fontoura, ao reforçar também o fato de que mesmo com as obras, a Maternidade não deixou de funcionar. O objetivo foi criar uma estrutura hospitalar adequada, confortável e bonita  para proporcionar a convivência da gestante com o filho nos dias de permanência deles na instituição de saúde. Com tradição na área materna, o Hospital Municipal de Novo Hamburgo realiza cerca de 2 mil partos por ano. Em 2018 foram realizados 2.072 partos e no primeiro quadrimestre deste ano 702.

O projeto contemplou uma reforma grandiosa - paredes, revestimentos, portas, janelas, banheiros novos, equipamentos de gases medicinais, climatização (ar-condicionado em todos os quartos), novas redes elétrica e hidrossanitária e acabamentos. Além das melhorias na infraestrutura interna, o que tornou a unidade mais moderna, agora a Maternidade passa a contar com um solarium – espaço na área externa para as mães e bebês pegarem sol nas horas apropriadas. “Esta reforma era urgente, pois a estrutura física da Maternidade acompanha a idade do Hospital, de 73 anos”, explica Fontoura. O Hospital Municipal é referência para gestação de alto risco para 18 municípios desde o ano passado.

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar
rodape rodape rodape