• Hospital Municipal
  • Serviços de Emergência
  • Serviços de Diagnósticos
  • Programas
  • Saúde Mental
  • Atenção Básica
  • Ensino e Pesquisa
  • Expresso E-mail
  • Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo
  • Exames laboratoriais
  • Link para Portal da Transparência de Novo Hamburgo
  • licitacon
  • ouvidoria
  • Números FSNH

Feevale e SCIH fazem campanha de conscientização sobre lavagem das mãos

FSNH

19/11/2019 13:20

Ação prossegue nesta quarta-feira com orientações a profissionais, pacientes e familiares

A Universidade Feevale e o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), da Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo – FSNH querem que a higienização das mãos se torne um hábito rotineiro para os profissionais, acadêmicos, pacientes e familiares. Com o propósito de conscientização foi dada a largada, na segunda-feira (18) para a Campanha Lavar as Mãos é Cuidar. Ao todo, 11 alunos do 5º semestre de Medicina, orientados pela Liga Acadêmica de Clínica Médica da Feevale, percorreram as unidades do Hospital Municipal de Novo Hamburgo reforçando as orientações.

De acordo com o professor e coordenador da disciplina de Semiologia, Eduardo Camargo, a proposta é a sensibilização, com foco na infecção hospitalar.  “Este processo de educação é um trabalho de formiguinha. Sabemos que o Hospital atua fortemente na conscientização e queremos somar esforços para lembrar que os cuidados não são somente obrigação da instituição de saúde, mas também dos usuários, que podem prevenir a propagação de infecções hospitalares”, disse o professor, lembrando que as bactérias podem ser levadas para casa ou trazidas para o ambiente hospitalar. “Essa colonização pode ser evitada com a simples lavagem das mãos.”

De 8 a 20 SEGUNDOS - Segundo Camargo, é importante esfregar as mãos e punhos com sabão, por 8 a 20 segundos, e enxaguar em água corrente. A campanha prossegue nesta quarta-feira (20), nos turnos da tarde e da noite, Os acadêmicos vão repetir a mesma estratégia de segunda-feira, quando conversaram com os profissionais de saúde e orientaram pacientes e familiares. Para a enfermeira e coordenadora do SCIH, enfermeira Cristina Manente Cruz, “o envolvimento dos alunos é importante para o aumento da adesão na prática da higienização das mãos”. Ainda conforme ela, o álcool gel pode ser usado entre uma e outra lavagem de mãos, porém o produto não substitui esta prática.



CINCO MOMENTOS PARA A LAVAGEM DAS MÃOS:

1.    Antes do contato com o paciente

2.    Antes do procedimento asséptico

3.    Após risco de exposição a fluidos corporais

4.    Após contato com o paciente

5.    Após o contato com as áreas próximas ao paciente

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar
rodape rodape rodape