• Hospital Municipal
  • Serviços de Emergência
  • Serviços de Diagnósticos
  • Programas
  • Saúde Mental
  • Atenção Básica
  • Ensino e Pesquisa
  • Expresso E-mail
  • Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo
  • Exames laboratoriais
  • Link para Portal da Transparência de Novo Hamburgo
  • licitacon
  • ouvidoria
  • Números FSNH

Futuras mamães reunidas no Dia G

FSNH

25/11/2019 11:00

Mais um Dia G realizado na manhã de domingo, 24, a fim de esclarecer dúvidas sobre documentos, kits maternidade, procedimentos e apresentar as instalações do Hospital Municipal de Novo Hamburgo, preparando os futuros papais que estão na expectativa deste dia tão especial: o nascimento de um filho. O Dia da Gestante iniciou com a apresentação de fotos e dados sobre a estrutura física e de pessoal que fará o acompanhamento das futuras mamães antes e após o parto. "Desde que a Casa da Gestante foi inaugurada no ano passado, diminuiu o número de partos prematuros devido ao acompanhamento que as gestantes possuem", destacou a coordenadora da linha mãe-bebê, Daniela Rech. Esta foi uma das preocupações de algumas das mamães que participaram, relacionada ao tempo ideal de gestação. "Tenham uma boa hora", desejou, encerrando  sua fala.


O segundo momento contou com orientações da médica obstetra Michele Bertoncello Spader. Na ocasião foram discutidos detalhes relacionados aos tipos de partos normal e cesárea. "É preciso avaliar o histórico de cada paciente de forma individual para se recomendar o tipo de parto mais adequado", disse a médica, ao ser questionada por uma futura mamãe. Completou salientando que sugere-se maior adesão ao parto normal devido aos benefícios no pós parto. A abordagem incluiu desde em que momento as gestantes deveriam vir ao hospital, até os cuidados com os recém-nascidos e alterações físicas e psicológicas, principalmente para as mamães.


Depois de três gestações, Deise Mello Silveira, de Novo Hamburgo, acompanhada do esposo Ademir Dutra, disse que sua médica recomendou que participasse do Dia G e achou a atividade maravilhosa. "Cada filho é diferente em tudo, desde a gestação", comentou a futura mamãe, salientando que nesta gravidez precisou monitorar a pressão alta.

Recomendar esta notícia via e-mail:
  • Imprimir
  • Recomendar
  • Compartilhe
  • PDF
  • Inicial
  • Voltar
rodape rodape rodape